Verdades sobre empreender que ninguém conta

Postado em Blog, Empreendedorismo, Inovação, Últimas Notícias

Verdades sobre empreender que ninguém conta

*Entrevista para Exame.com

Empreender parece um mar de rosas para quem olha de fora: não ter chefes, praticar horários flexíveis, poder ter a ideia de negócio que desejar e, de quebra, ganhar muito mais do que quando se trabalhava como funcionário.

Porém, a realidade não é tão simples assim. “Tudo que é relacionado com empreendedorismo é acompanhado de muito sonho, de histórias de sucesso, de experiências pelas quais os que têm seu primeiro negócio ainda não passaram. Essa idealização, na maioria das vezes, não condiz com a realidade”, analisa Marcelo Minutti.

Depois desses primeiros passos, é possível descobrir verdades sobre o empreendedorismo ao ouvir dicas de especialistas na área. Para isso, confira algumas realidades que você só saberia após administrar um negócio próprio:

Apenas ser criativo não basta

Alguns futuros empreendedores ainda pensam que, para abrir um negócio, basta apenas ter boas ideias. Porém, se você for apenas criativo, seu negócio não dura nem um mês. “Você tem que ser disciplinado e perseverante. Você sempre será o que tem menos dinheiro entre os seus amigos que trabalham em grandes empresas. Sentir essa diferença é inevitável em um primeiro momento, antes de seu negócio crescer”, explica Minutti.

Você ainda terá chefes

Não é porque você é o dono de um negócio que deixará de obedecer a outras pessoas, alerta Minutti. “Você tem outros chefes agora: seus clientes, seu fornecedor, o mercado… Você nunca faz apenas aquilo que quer, justamente porque depende dessas outras pessoas para cumprir a missão da sua empresa.”

O trabalho será maior do que o de um funcionário

Outra idealização comum dos futuros empreendedores é achar que, agora, será possível ter mais tempo para lazer. “Sobra muito pouco tempo para a vida pessoal, especialmente nos primeiros anos de empresa”, explica Minutti. “É totalmente ilusório achar que você terá mais tempo livre do que quando era apenas empregado.”

Muitas decisões serão solitárias

Quando você é um funcionário, as tomadas de decisões não são apenas sua responsabilidade: elas costumam ser feitas pelo chefe ou pela equipe de uma forma geral. Porém, quando se é um empreendedor, as escolhas são mais solitárias – mesmo que sua companhia preze por horizontalidade nas conversas. “Querendo ou não, e por mais que haja outras pessoas trabalhando ao seu lado, a decisão será sempre sua”, ressalta Minutti. Quem dá a palavra final nas decisões da sua empresa é você.

Não dá para ser mal-humorado

Quando você lidera uma equipe, é preciso saber cativar seus funcionários e incentivá-los a darem seu melhor. Para isso, um ambiente de trabalho agradável e um bom relacionamento interpessoal são essenciais. “Quem vai trabalhar em um negócio novo segue o sonho de um empreendedor, e isso precisa ser cultivado todos os dias. Não dá para ser mal-humorado, trancar-se na sua sala e não falar com ninguém. Às vezes, é preciso esforçar-se para manter o clima na empresa”, diz Minutti.

A tranquilidade financeira pode demorar

Há uma falsa ilusão de que haverá uma tranquilidade financeira com a abertura de um empreendimento, afirma Minutti. A realidade mostra que, ao menos nos primeiros anos, você ganhará menos do que se fosse funcionário. “Tudo que você ganha é reinvestido no negócio. Por isso você precisa aprender a viver com o mínimo. Geralmente, costuma demorar anos para obter um bom ganho financeiro.”

Nem todos chegarão ao topo

Pode ser triste admitir, mas nem todos os negócios serão o próximo Google ou o próximo Facebook, ainda que o ambiente de startups possa levar o empreendedor a acreditar nisso. Porém, ainda é possível ter sucesso sem nem chegar perto do tamanho dessas empresas, diz Minutti. “O sucesso não é medido pelo porte do seu negócio, mas sim pelo retorno que você obtém em cima dele”.

Deixe uma Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>